quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Doses de Shakespeare para embalar os jovens corações

Pode reparar: muitos dos filmes americanos com histórias de adolescentes são baseados em obras do genial William Shakespeare.



* 10 coisas que eu odeio em você
Katherine, Bianca, Patrick, Cameron.. preciso dizer algo mais? A megera domada, aquela história das irmãs na qual a mais nova quer casar, mas o pai só deixa se a mais velha casar primeiro - e a primogênita não quer casar com ninguém! Aí você vai lembrar da novela global O Cravo e a Rosa e eu vou dizer que o folhetim brasileiro é inspirado na peça shakesperiana.



*Nunca fui beijada
O filme fala sobre disfarce... uma jornalista que se disfarça de estudante para conseguir escrever uma grande reportagem. Na escola, a personagem cita Rosalinda, de Como queiras e fala também sobre a questão do disfarce - Rosalinda veste-se de homem -, de certa forma remetendo-se à sua situação.
 

*Ela é o cara
Outra personagem feminina que veste-se de homem é Viola, de Noite de Reis. Ela finge ser o próprio irmão, assim como a adolescente do filme citado. Se no filme retratado nos nossos dias já é complicado fingir ser um garoto, imagine para aquele lady de séculos atrás...



*Volta por cima
O filme gira em torno da peça teatral Sonho de uma noite de verão, a ser apresentada por adolescentes de um colégio, enquanto eles vivenciam conflitos amorosos. A história de Shakespeare lembra de certa forma - ou seria o contrário? - o poema Quadrilha, de Carlos Drummond de Andrade: Helena é apaixonada por Demétrio, que é apaixonado por Hérmia, que é apaixonada por Lisandro, que é apaixonado por Hérmia.

Poderia falar sobre Romeu e Julieta, mas a mais famosa história de amor já ganhou tantas versões que nem dá pra citar aqui! E será que há outros livros também?

2 comentários:

Mia Dailan disse...

pra falar a verdade nao gosto desses filmes mas amo Shakespeare!

bjs lidi linda!

Lidiane Ferreira disse...

rsrsrsrs
Ok, os filmes não são lá grandes obras do cinema, mas gosto deles - tem uns que gosto demais!
Beijos!