sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Crônicas de um sapato

Dorothy com seus sapatos vermelhos. No livro, os sapatos são prateados, mas não causariam o mesmo efeito nas telas do cinema.

Opa! Já começo dizendo que o título deveria ser "Crônicas dos meus pés", pois os coitados sofreram bastante no feriado. Explico:

Fui convidada para ir no cinema com algumas amigas. A roupa já estava definida, mas como o dia estava chuvoso, fiquei em dúvida sobre o melhor sapato a ser usado. Acabei seguindo a sugestão de minha mãe e usando um sapato preto, aberto na frente, de salto baixo. Pra quê que eu fiz isso?!

Eu já conhecia aquele sapato. Já sabia que, se eu usasse ele demais, ele iria incomodar meus pés. Ainda mais no shopping, onde eu iria andar pra caramba. Já comecei andando mal quando estava saindo de casa, mas teimei em ficar com ele assim mesmo, pois ele é muito bonito. Beleza não é tudo...

Então, fui assim mesmo, aos trancos e barrancos literalmente. Andei, andei. O sapato parecia escorregar dos pés, depois ficava incomodando, e papelzinho aqui, curativo ali, mas nada resolveu de fato. Andei, andei, peguei uma sessão de cinema em um horário mais tarde e tive que caminhar mais do que imaginava. Estava com minhas amigas, estava indo ver um filme que eu realmente queria ver, mas aquele sapato...

Sabe, algumas coisas da nossa vida são como esse sapato: tudo está certinho, no lugar, ótimo, mas tem algo que incomoda, que afeta a nossa caminhada. Causa dores, incômodo, impede a gente de se equilibrar e seguir.

No fim das contas, a primeira coisa que eu fiz quando voltei pra casa foi jogar o sapato pra longe. Brincadeira! Eu coloquei ele em um lugar bem distante das minhas vistas, pois estava morrendo de raiva dele. O filme foi ótimo, a inesperada ida ao cinema naquele dia com as amigas foi bem legal, mas o sapato causou um transtorno pelo qual eu não precisa passar.

Para minha surpresa e alegria, no dia seguinte, de bobeira, encontrei um lindo sapato em um loja. Experimentei e, sim, ele cabia direitinho e super confortável, uma graça! Comprei e fiquei feliz. Beleza não é tudo, tem que ver se vai se adaptar. Ainda mais com meu pé que é difícil de achar um sapato que caiba perfeitamente...

3 comentários:

Kah ѱѰᵠ disse...

Gostei muito do post, amiga!
Incorro neste mesmo problema: meus pés são muito exigentes em questão de sapato! Aí queremos um que fica bonito, mas não é confortável... Às vezes parecem confortáveis, mas como saber em uma prova tão rápida? Jogo tantos de lado, esqueço-os, que uso de novo e na dor é que lembro que não servem, rs
Bjoo

P.s.: O novo template ficou lindo!

Mia Dailan disse...

eu tenho um serio problema com sapatos

meus pes nao foram feitos para sapatos delicados Jesus como eu tenho um pe marcado por eles.

Lidiane Ferreira disse...

Hey, Ka, obrigada pelo elogio sobre o novo layout!

Pois é meninas, meus pés são complicados. Quando eu encontro um sapato bonito, confortável e de preço acessível, eu vibro muito!

Beijos!