quinta-feira, 10 de março de 2011

Mais um poema dezesseis

Este é um post da série "Poemas de Adolescência" rsrs. Pois é, o poema que coloco abaixo escrevi por volta dos meus 16 anos, mesma época em que escrevi outro já postado aqui no blog. 

Lembrei-me de quando estava na sexta série e ganhei um pequeno concurso de poemas sobre festas juninas (pena que perdi o papel onde estava escrita essa preciosidade). O primeiro lugar teve o poema publicado na capa das provas de Português, o segundo nas provas de Redação e o terceiro nas provas de Matemática. Lembro-me de como fiquei surpresa e feliz por ter sido a felizarda com o título!

Mas, voltando, posto agora um poema dos meus 16 anos... Engraçado como eu não gostava de colocar títulos neles...

"Queria que a cada dia fosse diferente
Um percurso diferente, um lugar incomum
Por que as coisas têm de ser tão iguais?
Será que um dia nada pode mudar?
A cada passo que eu der
Seja como for
Eu só quero que o mundo seja mais desigual
Canto uma música
Conto os dias
Até reencontrar você
Pode ser o início e pode ser o fim
Mas não me importo
É assim que deve ser"

2 comentários:

Mia Dailan. disse...

poemas da adolescencia!!!
sucesso
isso faz parte da minha vida tambem Lidi!
e pra vc nao ficar sozinha nessa
eu tambem ganhei concursos de poemas na escola
:P

bjs
saudades!

Lidiane Ferreira disse...

Legal saber que vc tb já ganhou concurso, Mai! =) Mais uma coisa em comum entre nós!

Saudades tb!

Beijos!