terça-feira, 2 de novembro de 2010

Take a risk

Semana passada, estava lembrando de um dos meus filmes favoritos. Ele é antigo, de 1992, chegou a virar clássico da Sessão da Tarde da Globo. Toda vez que passava, eu assistia. Cheguei a gravar em fita de vídeo uma vez que passou de madrugada, se não me engano no Intercine.

O filme é Que garota! Que noite! (Mystery Date, 1992). Estrelado por Ethan Hawke e Teri Polo, a história é bem jovial: o tímido Tom McHugh tem um encontro com a garota de seus sonhos, Geena. O problema é que eles acabam envolvendo-se em grandes confusões durante o encontro, tudo culpa do irmão de Tom, Craig.



O interessante é analisar os perfis dos irmãos. Craig é o mais velho, mais decidido, mais popular. É aquela pessoa que se arrisca sem medir as consequências. Já Tom é o seu oposto, ele é tímido, calado, prefere viver um amor platônico do que arriscar ouvir um "não" da garota com quem deseja sair.

Fugir dos riscos ou arriscar-se sem medir consequências? Nenhum dos dois. Não gosto desta coisa de "é 8 ou 80". Gosto do equilíbrio. Gosto de correr riscos sabendo em que terreno eu estou pisando. Posso ter sido como Tom muitas vezes, mas acho perigoso demais chegar aos extremos de Craig. Vejo que, no passado, perdi algumas oportunidades, mas também me safei de situações que certamente colocariam minha vida e meu futuro em jogo. É como escrevi certa feita no Twitter: "Uma escolha em poucos segundos pode mudar o rumo de uma vida inteira."

Sei que não tenho o controle da minha vida e nem quero, pois já deixei na mão da melhor pessoa que pode fazer isso, Aquele que me criou. Sei também que, ao dedicar minha vida a essa pessoa, eu também automaticamente correria riscos. Desistiria de muita coisa em prol de outras. Mas eu precisava tomar uma decisão. A vida é cheia de escolhas e isso não é clichê, é a realidade. Viver é um risco. Corra alguns.

2 comentários:

kk disse...

Pois é Lidy...
Todos nós temos que fazer escolhas... eu também já fiz a minha, já entreguei tudo nas mãos do autor da vida!

Parceria Total!!!

Lidiane Ferreira disse...

Uhuuu
A sua escolha também foi a minha escolha, Kaká.
A melhor escolha que fizemos na vida!