domingo, 14 de novembro de 2010

Ele não está afim de você

Engraçado eu escrever sobre isso. Confesso que demorei muito tempo pensando sobre como escreveria este post. Confesso também que cheguei a começar a escrevê-lo duas vezes e apaguei os rascunhos, pois achei que não tinham ficado bons.

A ideia de falar sobre esse assunto surgiu depois que vi o filme Ele não está tão afim de você. Isso foi no mês passado. Descobri que já havia um livro publicado com o mesmo nome. E o filme é muito, muito bom, não apenas por ter no elenco estrelas com Jennifer Aniston, Drew Barrymore, Ben Afleck e Scarlett Johansson. Mas porque a história em si gera algumas reflexões. Leia um pouco sobe o filme aqui.


Dizem que mulheres são difíceis de entender. Concordo. Afinal de contas, quem diz isso são os homens. Eles têm dificuldade de nos entender porque homens e mulheres pensam de formas diferentes. No entanto, há algum tempo, descobri uma "classe" de homens que são bem complicados. E bota complicados nisso!


No filme, me identifiquei um pouco com Gigi. Ela tem muitas dúvidas sobre como os caras demonstram quem estão afim. Ok que muitas vezes ela fantasia demais - se você viu o filme, deve ter percebido. Se não, assista! -, mas em alguns casos a gente se engana. O rapaz dá "n" sinais de algo, mas no fim das contas não era nada daquilo! Vai entender?!


Acho engraçado toda vez que Alex dá explicações para Gigi de como os homens pensam e agem. É muito legal! Aos poucos, ela vai compreendendo mais o universo masculino. Assim como eu, Gigi é muito sonhadora e sempre corre muitos riscos de se iludir demasiado. A emoção falando mais alto do que a razão, muito mais alto mesmo.

A gente se engana muito facilmente! Costumamos colocar o carro na frente dos bois. Pensamos em casamento quando apenas estamos sendo paqueradas (ou imaginamos que estamos). E nos decepcionamos tanto... muitas vezes porque colocamos muitas expectativas!

Uma coisa que aprendi, em relação ao homens é: quando eles querem, vão atrás. Alex, o "conselheiro" de Gigi, falou sobre os homens "fazerem acontecer". Quando eles querem, eles ligam. Quando eles querem, eles te procuram. Se ele não ligar, não te procurar, ele não tá afim. É simples!

Cuidado com conversas via msn ou rede sociais. A melhor forma de saber se um cara tá afim ou não é pessoalmente. Você pode descobrir pelo jeito como ele te cumprimenta, te olha ou conversa com você, se ele está realmente interessado ou não. A letra escrita é "fria" ( e é uma fria você interpretar errado algo escrito por alguém). Por isso, em uma conversa de msn, por exemplo, você pode se enganar: achar que o cara tá caidinho por você quando, na verdade, ele só te acha legal e uma boa amiga. E só.

O que fazer então? Esperar ser a exceção e não a regra, como foi falado no filme. Por falar nisso, lembrei-me de uma música bem legal da banda Fruto Sagrado, cujo nome é Exceção à regra.



É ser aquela a qual o rapaz quase não para de pensar. Aquela que o faz sorrir. Aquela para quem ele liga para ter o prazer de ouvir a voz e conversar. Aquela que é especial, é única, é simplesmente a mulher da vida dele! Vale a pena esperar o melhor! E se você realmente crê em Deus, então crê que Ele tem o melhor para sua vida, inclusive na área afetiva.




É não se deixar enganar com qualquer "papinho 171" de um cara aparentemente interessante, mas que só vai te magoar - confira o texto Por que as mulheres amam os cafajestes? É desejar ter momentos especiais e que fluam naturalmente - amigos cupidos às vezes só atrapalham - leia o Quarta-feira verde do Extra.

É simplesmente esperar pelo melhor, não se precipitar, não criar zilhões de ilusões. E também estar aberta a possibilidades novas. Afinal de contas, fica difícil julgar um livro pela capa, né? É difícil ter já um conceito correto de uma pessoa só pela primeira impressão. A gente pode se surpreender...

9 comentários:

Raylaine disse...

Ótimo post, Lidi!!!

Assisti esse filme e identifiquei muito com ele... não por situações específicas, mas acho que ele retrata muito bem a forma de pensar das mulheres...

Inúmeras vezes lembrava de situações na minha vida que agia identico a GIgi... o frustrante é perceber que o nosso coração nunca aprende... E sempre que nos apaixonamos novamente nos pegamos agindo como Gigi novamente, mesmo que a última decepção tenha sido terrível...

De certa forma, não podemos mesmo perder as esperanças de que um dia O cara certo vai aparecer e vai gostar da gente exatamente como somos, com todos os detalhes, com todos os defeitos e que não precisaremos achar desculpas, ou modificar a nossa forma de pensar... e que seremos o "mundo" de alguém...

No fundo todas nós vivemos a espera disso...

Lidiane Ferreira disse...

Sim, não podemos perder as esperanças! Esse "O" maiúsculo quer dizer que não é qualquer um mesmo, hein? rsrs

Acho que todas mulheres vivem em busca de alguém especial. Algumas, atrás do princípe encantado, do perfeito (utopia). Outras, preferem alguém que as ame de verdade.

Um dia a gente encontra... ou melhor, eles encontram a gente! :)

Anônimo disse...

Muuuuito bom, Lidi!!!!!!!!! Os textos, em especial esse, e o blog em si são muito bem feitos. PARABÉNS!!!! JG

Home Office / Salvador - Rio de Janeiro disse...

Estou ORGULHOSA de você!!!!

Home Office / Salvador - Rio de Janeiro disse...

Ameiiiiiiiiiiiiiiii o post !
Esperei por ele há 5 anos...
Amo-te!

Amanda Dórea disse...

Meninaaa, que coisa! Talvez se eu tivesse lido seu texto, certamente não postaria o meu..
Muito legal porque falamos da mesma coisa de formas diferentes.
E você está certíssima! O duro é aprender isso a tempo.
Parabéns pela ideia! hiuasdhuaihd
genial ela hein?!

beijos lidi ;*

Lidiane Ferreira disse...

Para Anônimo: JG é Jane Guimarães? rsrsrs Agora fiquei em dúvida. Obrigada pelo elogio! Beijo!

Para Paty: Pois é, amiga, antes tarde do que nunca. Um dia a gente aprende! rsrsrs Amo-te tb! Beijo!

Para Amanda: Ainda bem que vc não leu meu post antes ou não teríamos o privilégio de ler seu ótimo post. Achei bem legal escrevermos sobre a mesma coisa de formas diferentes, muito legal mesmo! Beijo!

Cidinha disse...

Amiga que forte hein esse post, tive a oportunidade de ler os dois o seu e o de Amanda,incirvel eu acho que vocês combinarão rsrsrsrsr..
Pois é ainda não assitir estou super curiosa para ver , mas de fato temos que esperar no senhor , não é facil, muitas vezes doloroso, mas afinal de contas se queremos a vontade de Deus então devemos deixar ele fazer por nós e não a nossa vontade.
Por experiência própria todas as vezes que tentei fazer do meu jeito deu tudo errado , mas estou aqui e continuo nessa espera bjs!
Lide.

Lidiane Ferreira disse...

Oii Cida!

Pois é, parece que foi combinado, mas não foi! rsrs Eu postei antes e ela só leu o meu bem depois de postar o texto dela.

É verdade, queremos fazer tudo do nosso jeito, esquecendo-nos que o Senhor tem sempre o melhor pra nós e que o jeito dEle é sempre o melhor.

Ao invés de ficarmos nos preocupando tanto com essas coisas, devemos buscar primeiro o reino de Deus e sua justiça... pois tudo o mais nos será acrescentado (Mateus 6.33).

Beijo!